| Conexão Central |

Comunicação para resultado e retorno!

Momento rico

[tweetmeme source=”@comCENTRAL” only_single=false]A economia brasileira passa por um momento excelente. Especialistas dizem que agora será a hora de acumular dinheiro e investir, ainda sem deixar o consumo de lado.

A onda de transformações positivas da economia brasileira foi fundamental para a melhora da vida financeira de todos os brasileiros. A renda média de quem é assalariado cresceu 2,2% entre 2008 e 2009 e a taxa de desemprego caiu para 6,2% em setembro, a menor desde 2002, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com mais gente empregada, o Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todas as riquezas produzidas no país, deve fechar em 7% neste ano.

Você que deseja empreender ou que já atua em algum ramo, seja de produtos ou serviços pode lucrar com isso.

As pessoas estão em um “momento rico” onde óptam por investir e consumir, de forma que todos os setores podem ser positivamente influenciados, com aumento das vendas e dos negócios. E para aproveitar bem este momento e não perder oportunidades, a dica é também investir em seu negócio.

RUMO AO MILHÃO

Luciano de Oliveira Benevides, de 34 anos, quer aproveitar o bom momento da economia para realizar o sonho de atingir 1 milhão de reais até os 45 anos.

Ele economiza 36% de seu salário todos os meses. “Quero ter minha independência financeira e montar meu próprio negócio”, diz. “Planejo todos os meus gastos e coloco em uma planilha, mas não deixo de fazer o que gosto.” Plugado nos preços, o pernambucano faz questão de aproveitar as oportunidades para pagar menos na hora de consumir.

“Com as milhagens do cartão de crédito, por exemplo, minhas viagens ficam mais baratas.” Luciano também não gosta de comprar nada financiado. No início do ano, resgatou 59 000 reais da renda fixa para comprar um carro à vista. Ele acabou de ser contratado como gestor de relacionamento da Vale, em São Luís, no Maranhão, e seu salário anual cresceu 35%. Por causa disso, ele quer aumentar em 1 000 reais sua capacidade de poupança. Casado, ele e a esposa, Juliana Benevides, de 27 anos, pagam aluguel.

Mas os dois têm um apartamento em Recife, no valor de 200 000 reais, que está alugado. Com as aplicações financeiras e o imóvel, o patrimônio de Luciano e Juliana já supera 300 000 reais. Hoje, 31% dos investimentos do casal estão em renda fi xa, 22% em títulos do Tesouro Direto, 19% em ações, 14% em fundo de ações e 14% em previdência.

“Vou alcançar minha meta no prazo, fiz as contas com base na rentabilidade de cada investimento”, diz. Agora, o pernambucano quer iniciar um novo investimento: comprar terrenos e construir casas para vender por até 110 000 reais. “E vou gastar em média 45 000 reais com a compra do terreno e a construção”, estima.

A HORA É AGORA

Inovar, lançar novas opções, fortalecer o relacionamento, aproximar do cliente, comunicar de forma eficiente. São formas de tirar o melhor resultado possível desta onda positiva que toma conta do cenário econômico do brasileiro.

Empresarios, empreendedores e gestores estão utilizando a comunicação para alavancdar suas vendas e aumentar seus resultados: “É importante ter objetivos bem claros e mensuráveis, planejar as açãoes e prever os resultados”, afirma Edgar Marcucci, Gestor de Projetos em Comunicação da comCENTRAL. (saiba mais)

Ele alerta que não é o momento de investir sem antes conhecer bem o cenário do mercado em que a empresa está inserida e para isso, avalia como essencial um planejamento bem elaborado e executado. E ainda lembra que “empresas que se antecipam ao mercado e se mostram mais ao seu público, aumentam suas vendas e com isso o investimento passa a ter retorno, viabilizando uma sequencia nas ações de comunicação da empresa”.

DESCUBRA SEU PERFIL DE INVESTIDOR

CONSERVADOR: sofre com as oscilações de preços, tem receio de perder dinheiro, tem pouca grana para investir e é responsável por controlar o orçamento familiar.

MODERADO: tem dinheiro para investir e está disposto a assumir riscos. Seus objetivos são de médio ou longo prazo e ele possui algum conhecimento sobre o mercado financeiro. Está de olho no retorno acima da média, mas também gosta de segurança. Para ter mais rendimentos, topa investir em aplicações com um pouco mais de risco. É o tipo de investidor que gosta de optar por aplicações de menor liquidez, já que pode esperar por mais tempo pela maturação da aplicação.

ARROJADO: tem dinheiro disponível para investir, gosta de assumir riscos, aceita as oscilações do mercado e suas obrigações financeiras estão garantidas. Tem objetivos de longo prazo e é conhecedor ativo do mercado financeiro. Entende a aplicação e tem consciência dos riscos.

Fonte: Revista Você SA – edição 151 de  janeiro|2010

No comments yet»

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: